16 de outubro de 2021

Mandetta para Zé de Abreu: ‘Vai ter que pedir desculpas de novo’

O ator José de Abreu repercutiu nas redes sociais nesta terça-feira (28/8) o depoimento da advogada Bruna Morato, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID. Ele acusou o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, de ter conhecimento sobre a situação do elevado número de óbitos pelo novo coronavírus da Prevent Senior e não ter tomado nenhuma providência. 

A operadora de planos de saúde é suspeita de pressionar seus médicos a prescrever remédios sem eficácia comprovada para o tratamento da COVID-19; ministrar esses medicamentos em alguns casos sem o consentimentos dos pacientes e seus familiares; e fraudar atestados de óbito, registrando mortes pelo coronavírus com outras causas.
Bruna Morato esteve na CPI da COVID no Senado Federal representando um grupo de 15 médicos da Prevent Senior. Eles elaboraram um dossiê apontando que a operadora de planos de saúde ocultava mortes em um estudo com medicamentos sem eficácia contra o coronavírus, como a hidroxicloroquina.

José de Abreu acusou o ministro da Saúde na época do estudo, Luiz Henrique Mandetta, de ter conhecimento sobre o assunto e se isentar. “Bye bye @mandetta! Cadeia! Sabia da Prevent e não denunciou?”, questionou o ator. Em resposta, o ex-gestor da pasta compartilhou um vídeo de março de 2020, em que ele alertou a situação do hospital da operadora de saúde. Mandetta foi demitido 15 dias depois de fazer o alerta. 

Na resposta, Mandetta também disse para o ator que ele deveria pedir desculpas novamente. “Tá ficando chato”, escreveu. Isso porque José de Abreu recentemente compartilhou uma postagem considerada machista e violenta sobre a deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP) e se arrependeu, pedindo que ela o perdoasse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *