27 de outubro de 2021

Políticos e personalidades repudiam veto de Bolsonaro para distribuição de absorventes

Compartilhe sem moderação

O presidente Jair Bolsonaro vetou a previsão de distribuição gratuita de absorventes femininos para estudantes de baixa renda e mulheres em situação de rua, que era a principal medida determinada pelo Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual. O veto foi sancionado nessa quinta-feira (7). Políticos e personalidades da mídia manifestaram sua opinião por meio das redes sociais.

A deputada Sâmia Bonfim (PSOL-SP) lamenta o veto no seu Twitter.

A ex-BBB e médica Marcela Mc Gowan, que acaba de publicar um livro sobre sexualidade e problemas estruturais, também deixou suas considerações no Twitter.

Eliziane Gama, senadora pelo Cidadania, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro é “insensível” e demonstra “desprezo” com o veto.

A deputada Natália Bonavides (PT-RN) também se manifestou.

A atriz global Fernanda Paes Leme lembrou de outras propostas que Jair Bolsonaro deixou passar.

A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) explicou em um fio o que era pobreza menstrual.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *