Justiça decide que Jean Wyllys retire post que chamou Sheherazade de racista

26 de outubro de 2021 Por Sólon Vieira 0
Compartilhe sem moderação

A Justiça determinou que o ex-deputado Jean Wyllys retirasse uma publicação que havia feito, em agosto deste ano no Twitter, acusando Rachel Sheherazade de ser racista. A jornalista o processou por danos morais.

O juiz afirmou na decisão que houve “abuso do direito de livre expressão” por parte de Willys, já que ele havia dirigido ofensas à Sheherazade e lhe atribuiu a prática de racismo. Foi determinado ainda que a publicação fosse retirada com urgência no prazo de cinco dias, com multa diária de mil reais, podendo chegar a R$ 20 mil.

“Considerando o teor da publicação indicada na inicial, que possui repercussão nacional, feita por uma pessoa pública a outra pessoa pública, e que atribuiu especificamente a autora ofensas e inclusive a prática de racismo, entendo ser verossímil a alegação de abuso do direito de livre expressão de pensamento”, diz trecho do processo obtido pelo Uol.

Na publicação, feita em 30 de agosto desde ano, o ex-deputado diz que a jornalista é “uma racista hipócrita que quer reescrever o passado, atribuindo a outros o monstro que a direita pariu”.

Os dois haviam trocado farpas na época e Sheherazade disse que Wyllys fazia parte de uma ‘esquerda radical’. A ação tramita no foro de Barueri desde 14 de setembro e pede o valor de R$ 44.000,00.