Wesley Safadão não aceita proposta de doação para instituição social no caso da vacinação

29 de outubro de 2021 Por Sólon Vieira 0
Compartilhe sem moderação

O cantor Wesley Safadão, a influenciadora digital Thyane Dantas e a produtora Sabrina Tavares participaram de audiência do Ministério Público Estadual do Ceará (MPCE), nesta quinta-feira (28), para realizarem acordo em substituição a um possível processo criminal. O órgão ofereceu a prestação pecuniária a ser destinada à entidade pública ou privada com trabalhos sociais. A proposta não foi aceita pelo trio e defesa.

“O Ministério Público do Estado do Ceará informou que, na manhã desta quinta-feira (28/10), foi realizada audiência com Wesley, Thyane e Sabrina, todos acompanhados por seu advogado, para fins de Acordo de Não Persecução Penal. A proposta oferecida pelo Ministério Público, consistente em prestação pecuniária a ser destinada à entidade pública ou privada com destinação social, não foi aceita pelos investigados e seu advogado”, disse o MPCE em nota ao Sistema Verdes Mares.

Ainda segundo comunicado, o procedimento seguirá para análise do Grupo de Trabalho da Covid-19 do MPCE. A reportagem entrou em contato com a assessoria do cantor para falar sobre o assunto e aguarda resposta.

Defesa pediu acordo

O advogado do cantor Wesley Safadão, da influenciadora digital Thyane Dantas e da produtora Sabrina Tavares pediu a avaliação de um acordo para substituir o processo criminal, iniciado pelo MPCE, por outras medidas no dia 14 de outubro.

O pedido da defesa foi realizado em resposta a despacho do MPCE — emitido em 30 de setembro — que apontou Marcelo Tchela, amigo do cantor, como ponte entre a equipe do cearense e funcionários do processo de imunização que permitiram a vacinação dos três. 

A polêmica foi iniciada após Wesley Safadão ser imunizado fora do local estabelecido pelo poder municipal, enquanto a influenciadora digital recebeu dose única da vacina de forma antecipada em 8 de julho — fora da faixa etária estabelecida na época. Já a produtora do cantor foi inserida no processo por também tomar imunizante em local diferente do agendado.

Segundo o MPCE, como forma de intervir no processo de imunização, o ex-funcionário de Safadão, Marcelo Tchela, acionou uma assessora por saber da “influência que esta mantinha na rede municipal de saúde do município de Fortaleza”, como avaliaram os promotores. Além de possuir contatos ligados à administração das unidades de saúde na Capital, a assessora trabalhou na campanha do ex-funcionário de Safadão para vereador de Fortaleza.

Para combinar o processo de vacinação, ainda segundo o despacho do MPCE, a assessora entrou em contato com uma servidora do setor de logística de vacinas da Regional III – onde fica o ponto de vacinação. Esta, por sua vez, acertou com funcionário do local, que ficou responsável por receber o trio no dia em que o cantor estava agendado.

Marcelo Tchela foi ao North Shopping Jóquei com Wesley Safadão, Thyane Dantas e Sabrina Brandão no dia 8 de julho onde a assessora aguardava a chegada do trio. Wesley e Thyane ficaram no carro aguardando o sinal do grupo para ir ao posto de vacinação no shopping.

Marcelo Tchela é visto em câmeras de monitoramento do shopping se dirigindo ao estacionamento para buscar o casal. Nesse intervalo, Sabrina foi encaminhada na presença do supervisor do posto de vacinação, para o setor de registro, sem passar pela triagem e sem conferência de documentos. Wesley e Thyane foram recebidos pela assessora e, da mesma forma, encaminhados para receber o imunizante sem a conferência dos documentos.