Professores da rede municipal protestam em frente à Prefeitura

4 de novembro de 2021 Por Sólon Vieira 0
Compartilhe sem moderação

Professores da rede municipal de São Luís protestaram, na manhã desta quinta-feira (4), em frente à Prefeitura. A reivindicação é a regulamentação do edital 2/2020, que amplia a jornada de trabalho dos profissionais da educação com duas matrículas de professor para 30 a 40 horas e, em contrapartida, dispensa-os de um dos empregos.

“Saiu a lustagem do edital, eles entregaram suas documentações, foi publicada a relação – são 79 professores – e eles estão aguardando. (…) São 10 meses de espera”, explica a presidente do SindEducação, Sheila Bordalo.

O medo dos professores, de acordo com a presidente, é a pressão do Tribunal de Contas sobre esses professores, que pode acontecer a qualquer momento. “Nós não tivemos nenhum diálogo. Desde o início do ano, a gente vem enviando ofícios para a Secretaria Municipal de Educação (SEMED) e a Secretaria Municipal de Governo (SEMGOV). (…) Por isso, estamos na frente da Prefeitura com esse ato” conta.

De acordo com a nota divulgada pela SindEducação, “os profissionais, que abriram mão de uma matricula, temem que, neste período em que as aulas presenciais estão sendo retomadas, em que o Poder Judiciário está dando celeridade em suas atividades (depois do período pandêmico), sejam ainda mais prejudicados, inclusive condenados por improbidade administrativa, pela simples falta de organização da Prefeitura de São Luís”.

A Prefeitura emitiu uma nota sobre a situação:

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) informa que já oficializou um convite aos membros do Sindeducação para uma reunião no dia 11 de novembro, onde serão tratados assuntos de interesse da categoria. A reunião será às 15h, no prédio da Semed.