Secretário teme que plano diretor desatualizado prejudique a implantação do 5G em municípios maranhenses

9 de novembro de 2021 Por Sólon Vieira 0
Compartilhe sem moderação

O secretário de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) e presidente do Solidariedade-MA, Simplício Araújo, analisou o leilão do 5G, realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que prevê a implantação do 5G em território brasileiro.

Sobre o Maranhão, o secretário destacou que teme que as administrações municipais prejudiquem a implantação do 5G no Estado.

Para Simplício Araújo, que ressaltou a nota oficial da Anatel sobre o 5G, pontuou que ainda existem muitas áreas desprovidas de cobertura, como a maioria dos distritos municipais não sedes, como vilarejos e povoados, além de zonas periféricas em vários municípios.

“A Anatel tem enfrentado dificuldade em obter licenças municipais para a instalação
de torres e sítios de antenas de telecomunicações. Esta tem sido uma grande preocupação nossa: que questões burocráticas das gestões municipais impeçam que a população maranhense tenha acesso à conectividade digital”, analisou Simplício Araújo.

A nota da Anatel ressalta, ainda, que os entraves prejudicam a expansão da cobertura das redes e a qualidade dos serviços e sugere uma “reavaliação das legislações municipais que regulamentam a instalação de infraestruturas de telecomunicações em suas respectivas cidades, bem como dos procedimentos administrativos necessários para tal”.

Simplício alerta para que a falta de compromisso das legislações municipais não afetem o compromisso com o avanço digital em território maranhense.

“Passos como a atualização do Plano Diretor têm sido ignorados pelas prefeituras. E esse é um papo essencial para que São Luís e todo o Maranhão possa crescer e se tornar cada vez mais relevante digitalmente”, finalizou o secretário.