Xuxa diz que pessoas estão “confundindo opinião com falta de respeito

Compartilhe sem moderação

Xuxa Meneghel concedeu uma entrevista para a Vogue e falou sobre a polêmica que se envolveu ao comentar o caso de Maurício Souza, jogador de vôlei acusado de homofobia e afirmou que as pessoas estão “confundindo o direito de ter sua opinião” com o desrespeito. “Falando especificamente desse caso [Maurício Souza], eu acho o seguinte: as pessoas estão confundindo o direito de ter sua opinião com o desrespeito, falta de empatia, a falta de amor, e isso para mim se chama discriminação e preconceito”, pontuou.

“As pessoas que são dessa tribo que gosta de discriminar, de ser preconceituosas ou homofóbicas, elas não têm opinião. Opinião, que eu digo é tipo: ‘eu gosto de comer carne’, ou, ‘não gosto de comer carne’. Isso é opinião, e não me fere o fato dela comer a carne, e tão pouco eu estou ferindo se eu não comer carne”, declarou.

A Rainha dos Baixinhos esclareceu o seu ponto de vista sobre o assunto. “Agora você ser racista, homofóbico, preconceituoso e com suas falas e sua maneira de agir, isso não é questão de opinião, isso para mim, é crime e as pessoas estão confundindo as coisas. Então, quero deixar claro que eu tenha me posicionado, as pessoas que estão se confundindo, isso que eu quis falar, que as pessoas se confundem quando pensam que é uma questão de opinião”, disse.

Xuxa Meneghel revelou que não gostaria de manter suas convicções para si mesma, pois parece que está compactuando com algo que não concorda. “Acredito que as pessoas, às vezes, falam algo por costume, porque ouviram muito isso. Eu mesma já errei muito e vou errar demais e já pedi desculpas”, afirmou. “Então, quando você se posiciona e mostra que ela está errada, o certo seria eles irem até suas redes sociais e falar: ‘Ok, eu li tudo e errei’. Eu já fiz isso, e penso que todo mundo pode fazer. O mundo seria melhor, não estou fazendo isso para as pessoas serem mais empáticas, estou fazendo para elas ouvirem e refletirem e vejam ser um erro”, relatou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *