Pela 3ª vez, Hang perde na Justiça contra Felipe Neto e vira alvo de chacota

Compartilhe sem moderação

Essa quinta-feira (18/11) não foi um dia fácil para o empresário bolsonarista Luciano Hang. Pela terceira vez, o dono da rede de lojas Havan foi derrotado na Justiça em um processo contra o youtuber Felipe Neto. Ele teve o segundo recurso rejeitado em uma ação que moveu contra a celebridade por criticar a empresa por comercializar alimentos essenciais para driblar as regras de fechamento do lockdown, no início da pandemia.

Para piorar, Neto fez questão de publicizar a derrota. Nas redes sociais, o youtuber marcou o perfil de Luciano e disse que “já podia pedir música” pela vitória tripla. “Oi Luciano, tudo bom? Perdeu o processo, perdeu o recurso, perdeu o segundo recurso. Três derrotas na justiça pra mim. Já posso pedir música, né? Beijo, querido”, disse.

Em seguida, Felipe publicou um vídeo com um apanhado de várias manchetes que noticiavam as derrotas. Ao fundo, toca a música tema de abertura da novela O Rei do Gado, da TV Globo, em referência ao termo utilizado para se referir aos eleitores e apoiadores do presidente da República, Jair Bolsonaro. “Pedi música. Beijão, Luciano”, debochou o também empresário.

Hang respondeu duas horas depois em um vídeo postado no Twitter. No registro, o empresário fala que Felipe Neto “dorme e acorda pensando nele” e disse para o adversário “não comemorar muito”, porque o “processo ainda não acabou”.

“Esse é só o primeiro, já tem outro encaminhado. Sempre que falarem mentiras e injúrias a meu respeito não aceitarei calado. Se não te deram educação, espero que a Justiça o faça”, declarou. O bolsonarista mostra prints de postagens em que Neto fala sobre o empresário e diz que ele tem que aprender que “não pode falar o que quer”.

Quase que imediatamente, o youtuber respondeu Hang com mais deboche. “Te senti meio pra baixo nesse vídeo, meio amuado, uma expressão de tristeza. Não fica assim não”, disse. Por fim, Neto ainda lembrou uma denúncia do jornal El País de que Hang dribla o pagamento dos impostos brasileiros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *